Rodrigo Amarante: passado, presente, futuro

Rodrigo Amarante
Rodrigo Amarante, Sesc Pineiros, 05/02 (sp) foto Daniel Achedjian

Evocar Rodrigo Amarante é como evocar Paul Mc Cartney ou Sting. É muito pequena a probabilidade de alguém lhe perguntar : “não é o cara que tocava com Los Hermanos, The Beatles ou The Police?” Ficará gravado na pele dos musicos, queiram ou não.

Daí esse joguinho inocente antes do show ao perguntar para algumas pessoas esperando a porta da sala abrir,  o motivo principal de vir assistir o autor de vários clássicos de Los Hermanos, grupo fenômeno, que lançou 4 álbuns de 1999 a 2004.

Rodrigo Amarante
Rodrigo Amarante, Sesc Pineiros, 05/02 (sp) foto Daniel Achedjian

Ou o público vinha parar escutar uma das últimas apresentações de seu primeiro excelente álbum solo “Cavalo” de 2013? Ou será que ele se deslocou pela curiosidade de ouvir (antes mesmo de serem gravadas), as novas músicas do segundo álbum que está por vir, ou, enfim queriam reviver um pouco de nostalgia, esperando três ou quatro faixas da época da mania dos 4 barbudos. Esta última opção foi a menos citada.

Se a maioria das respostas se encaminhassem mais na direção do personagem propriamente dito, da sua personalidade e da sua arte em geral, os amadores do compositor estariam com os pés mais na atualidade do que na nostalgia do início dos anos 2000.

Rodrigo Amarante

Amarante, por sua vez, tocou, sobretudo o álbum “Cavalo”, sozinho no violão, e depois no piano, ofereceu algumas amostras do próximo trabalho (algumas no youtube), Tuyo, música tema na série Narcos, da Netflix, e, de uma forma reduta, recordou um ou outro título de Los Hermanos, como Condicional.

O humor e a sagacidade do músico não nos fizeram sentir o tempo passar e, os novos títulos, já ao serem escutados pela primeira vez, se encontram baseados na dominação das harmonias e melodias as vezes improváveis que Amarante sempre demostrou. Só nos resta escutar o produto final das novas cançoes, certamente bem diferente das versões intimistas…ou nao !

Rodrigo Amarante,
Rodrigo Amarante, Sesc Pineiros, 05/02 (sp) foto Daniel Achedjian