A impressionante maturaçao de Mallu Magalhães: “Vem”

Mallu Magalhaes: "Vem"

A melhor fórmula para fazer um álbum com cores cintilantes da bossa-nova, bossa-jazz, sambalanço ou simplesmente pop, com deliciosas sonoridades, modernizadas, dos anos 60 (que teria uma repercussão internacional), seria fazer um disco brasileiro com cores cintilantes da bossa-nova, bossa-jazz, sambalanço ou simplesmente pop, com deliciosas sonoridades, modernizadas, dos anos 60 que teria uma repercussão internacional. E se este disco é a criação de uma cantora dona de uma voz radiante, oriunda da nova geração, acompanhada por sopros e cordas, um pouco no estilo americano dos anos 63-65, já teríamos umas boas cartas na mão. No entanto, o erro seria gravá-lo no Brasil, onde ele não ultrapassaria as fronteiras (sem garantia de sucesso), mas, sim, no Japão, nos Estados-Unidos, ou em Portugal, a porta de entrada da Europa, onde esta jovem cantora, que é Mallu Magalhães, residem precisamente há alguns anos, com seu esposo, Marcelo Camelo, ex-Los Hermanos. Como anedota, o casal se multiplica, por um outro lado, nos instrumentos.

Mallu Magalhaes

O resto da Europa sempre esteve atento aos artistas da “terrinha”, mesmo se aqui se trata de uma brasileira, e que o álbum tenha também sido concebido entre Rio e São Paulo. “Um álbum que não teria uma identidade especialmente brasileira”, é o desejo da moça de 24 anos que foi revelado em uma entrevista, e foi com esta perspectiva que ela compôs inteiramente “Vem”.
O fato é que “Vem” é o álbum mais brasileiro dos quatro que Mallu gravou, mas é assim que ela terá mais chances de conquistar outros horizontes.

*Entre os músicos: Dadi Carvalho (baixo), Mario Adnet (direção das cordas), Eduardo Neves (saxofone), Ricardo Alves (trombeta), Rodrigo Amarante (baixo), Ricardo Silva (arranjo dos sopros), Vitor Cabral (bateria), Davi Moraes (guitarra)… E que os outros queiram me perdoar por escutar a lista.
Mallu Magalhães: « Vem »- Sony Music- (ótimo)

Joao & Astrud Gilberto (début 1960)   …Blogs, sites, livros, biografias,
  Bryan Ferry, tournée 2019, Bruxelles (photo Daniel Achedjian) Falar de
Le nouveau linup du Fleetwood Mac (photo internet) Pois sim, na
Djavan (photo Daniel Achedjian) L’aptitude de certains grands artistes (les autres nous intéressent moins !), ne
Laissez le rock à qui savent s'en servir!: Springsteen & Mc