Coqueiro verde mostra o que brasileiros perdeu na época

The Smith, lançamento CoqueiroVerde
The Smith, lançamento Coqueiro Verde

 

E agora, me dirijo ao público brasileiro que provavelmente está se perguntando se abandonei as criações musicais de seu país. Nananinanão! É verdade que alguns programas transmitidos pela Rádio Judaica, depois em podcast na rede, explicavam os novos objetivos do site, do blog e do programa de rádio. E também é verdade que, por motivos da internet, fui proibido de fazer propaganda nas redes sociais. Mas vou colocá-los de volta online muito em breve.

Resumindo, apenas algumas palavras para dizer que no momento em que não existe mais uma única revista de música feita de papel no Brasil – um país de música por excelência (enquanto eu assino 13 (treze) revistas inglesas, e duas francesas) –, temos que homenagear o selo Coqueiro Verde, dirigido por um dos filhos de Erasmo Carlos e o próprio “tremendão”, com o qual muitos DVD’s conhecidos e reconhecidos no exterior encontram uma distribuição com preço acessível no Brasil. E isso é apenas uma parte de seus produtos, que também é dedicada aos artistas brasileiros.

Caixa com os DVD's oficial doBowie (Coqueiro verde)
Caixa com os DVD’s oficial doBowie (Coqueiro verde)

Hoje, depois de uma rápida leitura das últimas edições de ‘Q’, ‘Uncut’, ‘Mojo’ e do francês ‘Rock & Folk’, comecei a tarde com o DVD “The Smiths live in England “, um show que data de 1984, antes mesmo do lançamento do primeiro álbum do grupo de Manchester. E portanto distribuído no Brasil pelo Coqueiro Verde.
O show mostra apenas onze músicas do grupo de Morrissey e Johnny Marr (além de duas passagens em play back no Top of the Pop), mas não é impossível encontrar o mesmo show no Youtube, em um formato mais completo (estou dizendo isso sem ter verificado).
O que mais chama a atenção é a voz de Morrissey, que ainda não encontrara seu fraseado e seu tom lânguido que lembra o tédio de um adolescente enquanto o sagrado momento do chá inglês das 5 parece uma eternidade na casa da tia ou da avó que visitamos. Morrissey toca This Charming Man, Hand in glove (seu primeiro single), ou o divino Reel around the fountain, com uma voz natural, o que significa, neste caso, sem aquela personalidade que viria em breve.

Uma menção também pela qualidade da imagem e do som – muitas vezes ausente nos milhares de DVDs piratas do mercado brasileiro, para um DVD historicamente interessante que ajuda a atualizar a cultura musical do brasileiro aficionado por música. Além de sua atividade pela divulgação da música brasileira, saudemos a Coqueiro Verde Records (apesar de algumas escolhas, às vezes questionáveis, em suas produções em forma de box, como a de Prince) e a possibilidade que a gravadora oferece dando acesso a alguns grupos de importância, que era difícil apreciar no momento de seu auge.

[caption id="attachment_8127" align="aligncenter" width="469"] Iggy Pop, "The Idiot", com participaçao de Bowie, Eno e Toni
[caption id="attachment_8110" align="aligncenter" width="800"] The Sex Pistols 1977, look agressivo concebido por Mc Laren Então,
  Um processo em quatro partes A literatura relativa à música popular de língua inglesa
 Et voilà qu’arrive le troisième épisode de Tropicalia Worldmusic, émission née sur Radio Judaica Belgique